América Latina deve crescer 4,7% em 2008, prevê Cepal

Para secretário da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe, crescimento será reflexo de 2007

Reuters,

22 de abril de 2008 | 13h49

A economia da América Latina deve crescer 4,7% em 2008, ante 5,7% um ano antes, estimou nesta terça-feira, 22, o secretário-executivo da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal), José Luis Machinea.   "Estamos prevendo que a América Latina vai crescer 4,7% neste ano, em parte como reflexo do crescimento de 2007", disse.   Além disso, a Cepal reafirmou suas estimativas de crescimento para algumas economias da região em 2008, em meio ao que considerou uma "suave" recessão nos Estados Unidos.   Para o Brasil, a previsão é de uma expansão de 4,8%, enquanto que para o México a estimativa é de 2,7%. "Vai haver uma recessão suave nos Estados Unidos, mas acreditamos que o impacto na América Latina não será tão grande", disse Machinea.   Para a Argentina, a organização espera uma alta do Produto Interno Bruto (PIB) de 7%, enquanto o Chile cresceria 4,5%. As economias de Venezuela e Colômbia cresceriam 6%.

Tudo o que sabemos sobre:
América LatinaCepal

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.