American Airlines projeta cortes de custos de US$ 3 bi por ano

A American Airlines precisa implementar "reduções de custos estruturais permanentes" de pelo menos US$ 3 bilhões por ano nos próximos anos, disse o chairman e executivo-chefe, Donald J. Carty. "Este é, na nossa opinião, o tamanho do corte de custos que a American deve fazer para se tornar lucrativa", afirmou Carty, depois de um encontro de dirigentes do setor aéreo. Carty, que é também chairman e executivo-chefe da AMR Corp., controladora da American Airlines, disse que a companhia fará este ano outros anúncios sobre "mudanças estruturais". Ele disse que as mudanças incluirão formas de melhorar o serviço ao cliente por meio da automação. A American Airlines anunciou recentemente que vai cortar mais 7 mil empregos, além dos 20 mil cortes feitos depois dos atentados terroristas do ano passado em Nova York e Washington.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.