Para abrir contas, americanos preferem agências bancárias aos aplicativos

Para abrir contas, americanos preferem agências bancárias aos aplicativos

Pesquisa divulgada pela consultoria Novantas ainda apontou que metade dos americanos acredita que bancos que não possuem agências são 'menos legítimos'

O Estado de S.Paulo

22 Fevereiro 2018 | 13h53

NOVA YORK-  Aplicativos de bancos digitais continuam melhorando, mas 60% dos americanos ainda preferem abrir uma nova conta corrente em uma agência bancária do que por telefone, tablet ou computador, de acordo com uma nova pesquisa divulgada pela consultoria Novantas. Ela também revelou que metade dos clientes dos EUA sentem que só possuem operações online são menos legítimos do que aqueles com agências físicas.

Os pesquisadores descobriram que a possibilidade de ver alguém que possa resolver problemas que surjam durante o processo foi o motivo da preferências dos americanos. "As pessoas ainda estão presas no conforto de sentir como se houvesse uma agência próxima para se, e quando, elas precisam disso”, disse Matthew Sharp, da Novantas. Não importa se eles vão até as agências com menos frequência.

As descobertas mostram que os bancos que ainda conseguem manter as filiais têm uma vantagem sobre as novidades online quando assinam novos clientes para contas primárias.

+ Bradesco lança conta corrente gratuita para divulgar seu banco digital

Os resultados ajudam a explicar por que o JPMorgan e o Bank of America disseram recentemente que abrirão mais agências à medida que se espalham para mais cidades. O Bank of America está se expandindo este ano para Pittsburgh. O JPMorgan, por sua vez,  pretende adicionar até 400 filiais ao longo de cinco anos à medida que chegam a cidades como Boston e Washington.

A Novantas entrevistou 4.352 pessoas por email em setembro./REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.