carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Amorim: UE está engajada em conclusão de Doha

O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, afirmou hoje que ainda acredita que a União Européia (UE) esteja firmemente engajada em uma conclusão bem sucedida na Rodada Doha da Organização Mundial do Comércio (OMC), apesar das resistências internas. A declaração foi uma resposta ao fato de que 20 dos 27 sócios do bloco europeu rejeitaram as propostas de acordo para os capítulos agrícola e de indústria/serviços, apresentado pelos presidentes dos grupos negociadores, no dia 8 deste mês. Ao sair da reunião, em Bruxelas, o ministro francês da Agricultura, Michel Bardiner, afirmou que os europeus preferiam não ter um acordo a ter um acordo ruim. Amorim retrucou, em Brasília, com otimismo. "Se são 20 dentro de 27, há esperança", afirmou. "As propostas de acordo não satisfazem a todos, nem da área agrícola nem da área de indústria/serviços. Mas temos a responsabilidade de negociar, o que é um fato que vai além do interesse localizado. A incerteza nos rumos da economia mundial impõe mais urgência à conclusão da Rodada", afirmou. O ministro das Relações Exteriores da Índia, Pranab Mukherjee, que está em visita oficial ao Brasil, acrescentou que todos os parceiros da OMC estão conscientes que na proposta de acordo agrícola há 127 colchetes - a maneira de destacar que o tema ainda está em negociação. "Essas divergências podem ser conciliadas se todos mostrarem interesse na conclusão da Rodada", afirmou.

DENISE CHRISPIM MARIN, Agencia Estado

18 de fevereiro de 2008 | 15h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.