Anac define que todos os guichês das aéreas devem funcionar no final do ano

Medida faz parte do planejamento da agência e das empresas para o aumento de movimento nos aeroportos

Glauber Gonçalves e Antonio Pita, de O Estado de S. Paulo,

10 de dezembro de 2012 | 13h19

RIO - A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) divulgou nesta segunda-feira, dia 10, o planejamento para a operação dos aeroportos brasileiros durante o período de final de ano. De acordo com a agência, 17,4 milhões de pessoas devem passar pelos terminais este mês - um aumento de 8% em relação a 2011. A fiscalização será ampliada em 12 aeroportos, com reforço de 290 agentes da Anac - até o ano passado apenas seis aeroportos eram fiscalizados pela Anac.

A agência também apresentou medidas acordadas com as companhias aéreas para evitar o caos de filas e atrasos nos aeroportos. Todos os guichês das companhias aéreas devem estar funcionando, de acordo com o planejamento. A expectativa é de um aumento de 10% no número de funcionários das companhias trabalhando no período. As companhias se comprometeram a evitar overbooking nos voos do período e a ampliar o número de aviões reservas - no total serão 11 para as quatro principais empresas nos dias de maior movimento.

"O transporte aéreo já é um transporte de massa, superando desde o ano passado o movimento das rodoviárias para destinos interestaduais", afirmou o ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil (SAC), Wagner Bittencourt. "O grande truque para fazer os aeroportos funcionarem durante o período é o trabalho em equipe, conjunto entre todos os setores envolvidos."

Operação nos aeroportos

A Infraero e as concessionárias dos aeroportos de Guarulhos e Viracopos, em São Paulo, e Brasília, também adotaram medidas para evitar tumulto nos saguões. O número de funcionários da Polícia Federal e da Receita Federal também será ampliado nestes terminais no período. Os funcionários receberão treinamentos específicos durante o mês de dezembro.

A expectativa é que o movimento no aeroporto de Guarulhos aumente em 10% em relação ao ano anterior. Serão 2,8 milhões de passageiros em dezembro. Já Brasília deve receber 1,4 milhão de passageiros. Os terminais também receberam investimentos de infraestrutura em sanitários, elevadores, escadas rolantes e assentos, para melhorar o conforto dos passageiros. Viracopos também terá novos ônibus para o transporte de passageiros entre o terminal e as aeronaves.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.