Anac: demanda em voo doméstico cresce 25% em julho

As companhias aéreas brasileiras registraram crescimento de 25,68% no fluxo de passageiros transportados no País em julho, em relação ao mesmo período do ano passado, segundo dados divulgados hoje pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). É o melhor resultado do setor desde setembro de 2005, quando a demanda por voos nacionais registrou alta de 29,2%. A oferta de assentos, no mês passado, teve expansão de 15,31% ante julho do ano passado. A taxa média de ocupação dos aviões ficou em 72,92%, um recuo de 6,01 pontos porcentuais na comparação com julho de 2008.

ALBERTO KOMATSU, Agencia Estado

13 de agosto de 2009 | 16h51

No mercado internacional, as companhias aéreas brasileiras registraram recuo de 10,15% na demanda em julho, ante igual mês do ano passado. A oferta de assentos para o exterior, no entanto, teve alta de 1,22% na mesma base de comparação. A taxa de ocupação das aeronaves nos voos para fora do País ficou em 70,30%, uma redução de 8,89 pontos porcentuais.

De janeiro a julho, a demanda por voos nacionais acumula expansão de 6,57%, com aumento de 10,99% na oferta de assentos. Para o exterior, o fluxo de passageiros transportados acumula queda de 6,36%. A oferta de assentos também caiu, em 2,42% de janeiro a julho.

A TAM permaneceu na liderança do mercado doméstico em julho, quando respondeu por 43,15% do fluxo de passageiros transportados. A Gol/Varig está logo atrás, com participação de 42,88%. A Azul ficou na terceira colocação, com fatia de 4,69%, seguida de perto pela Webjet, com 4,52%. A OceanAir, por sua vez, teve 2,53% da demanda doméstica, seguida pela Trip, com 1,59%. A TAM também segue na liderança entre as companhias brasileiras que voam para fora do País, com 88,29% de participação de mercado. A Gol/Varig ficou na segunda posição, com 11,57%.

No acumulado de janeiro a julho, a TAM segue na primeira colocação do mercado interno, com 47,07%, seguida pela Gol/Varig, com fatia de 41,05%. Nessa comparação, é a Webjet que está na terceira colocação, com participação de 4,09%. A Azul ficou em quarto lugar, com 3,14%, seguida pela OceanAir, com 2,70%. A Trip, por sua vez, respondeu por 1,3% dos voos domésticos no acumulado de sete meses. Nos voos ao exterior, a TAM acumula participação de 86,36% de janeiro a julho. A Gol/Varig, por sua vez, teve 11,57% dos voos ao exterior.

Tudo o que sabemos sobre:
aviaçãodemandaAnac

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.