R$ 1,57 bi

E-Investidor: Tesouro Direto atrai mais jovens e bate recorde de captação

Anac: dez aéreas querem operar no Santos Dumont

Dez companhias aéreas demonstraram interesse em operar voos nacionais de longa distância no Aeroporto Santos Dumont, informou hoje a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). De acordo com a agência, ontem foi definido o critério de sorteio entre as empresas interessadas para que todas possam ter condições iguais de operar no aeroporto e evitar concentração de mercado. TAM, Gol/Varig, WebJet, OceanAir, Azul, Trip, NHT, Pantanal, Passaredo e Air Minas foram as companhias que demonstraram interesse em horários de voos (hotrans, no jargão do setor).

ALBERTO KOMATSU, Agencia Estado

13 de março de 2009 | 19h15

A Anac informou por meio de comunicado que os pedidos de voos no Santos Dumont podem ser aprovados em 30 dias, a partir da data da manifestação do interesse. A Anac liberou o Santos Dumont para voos nacionais de longa distância no último dia 3. Foi quando a agência derrubou a portaria 187 do extinto Departamento de Aviação Civil (DAC), órgão que antecedeu a Anac. Essa norma limitava a operação do Santos Dumont a voos da ponte aérea, regionais e de táxi aéreo.

Logo após a liberação, o governo do Rio criticou duramente a medida, ameaçando fazer retaliações. No próprio dia 3, quando a Anac anuncia sua decisão, o governador do Rio, Sérgio Cabral, afirmou que planejava entrar na Justiça, além de aumentar a alíquota de ICMS sobre o querosene de aviação no Santos Dumont dos atuais 4% para 18%. Cabral também ameaçou não renovar a licença ambiental do aeroporto, vencida há um ano.

Tudo o que sabemos sobre:
aviaçãoSantos Dumont

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.