Anac propõe ampliar capital externo na aviação até 49%

A presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Solange Paiva Vieira, informou hoje, por intermédio de sua assessoria de imprensa, que já encaminhou ao Ministério da Defesa sua sugestão de ampliação do limite de participação do capital estrangeiro nas companhias aéreas nacionais - de 20% para 49%. Na avaliação da Anac, como órgão que fiscaliza o setor aéreo, essa medida poderia trazer benefícios para o setor.A defesa da ampliação da participação estrangeira foi feita por Solange Vieira em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, como medida que permitiria a estruturação de uma nova empresa para entrar no mercado doméstico.Hoje à tarde, a presidente da Anac disse, segundo assessores, que prefere não divulgar mais detalhes sobre o assunto. Ela alegou que é competência do Ministério da Defesa encampar ou não um projeto de lei que proponha alterar a participação do capital estrangeiro nas empresas aéreas brasileiras.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.