Anac tenta distribuir amanhã 355 slots em Congonhas

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) pretende distribuir amanhã, a partir das 14 horas, 355 horários de pouso e decolagem (slots) no Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo. É o aeroporto mais rentável do País para as companhias aéreas e o segundo de maior movimento de passageiros no Brasil.

AE, Agencia Estado

09 de fevereiro de 2010 | 17h11

A Anac aguarda a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) "para incluir na distribuição os 61 slots que não estão sendo utilizados pela companhia aérea Pantanal, 40 deles durante a semana - horários mais cobiçados pelas empresas e passageiros", diz a Anac, em nota. A Pantanal, adquirida pela TAM, recorreu à Justiça para reaver os seus horários.

Devem disputar amanhã os slots em Congonhas as empresas OceanAir, Gol/Varig e TAM, que já operam naquele aeroporto, e as novas interessadas: NHT, Webjet e Azul.

Acordos

A Anac renegociou, no decorrer de 2009, acordos bilaterais entre o Brasil e 11 países: Angola, Colômbia, Coreia do Sul, Egito, Hong Kong, Israel, Marrocos, Moçambique, Panamá, República Dominicana e Suriname. Com isso, segundo a Anac, a capacidade total para realizar voos internacionais mistos (de passageiros e carga) subiu 163% ante 2008. Agora há 192 frequências mistas, que representa a possibilidade de 192 voos por semana entre o Brasil e estes países. Considerando os voos exclusivamente de carga, o crescimento foi de 158%, passando para 44 frequências semanais.

Tudo o que sabemos sobre:
aviação, voos, Congonhas, Anac

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.