Anac vai negociar passagens da BRA com outras empresas

Empresa suspendeu temporariamente todos os seus vôos domésticos e internacionais a partir desta quarta

Tânia Monteiro, da Agência Estado,

06 de novembro de 2007 | 18h44

Preocupado com os passageiros que estão em trânsito - usaram uma perna (um trecho da passagem) e precisam retornar a seus destinos -, o Ministério da Defesa informou que a diretoria da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) vai negociar com empresas aéreas uma forma de acomodar os passageiros em outros vôos.   Veja também:  BRA suspende todos os vôos e demite funcionários Saiba quais são seus direitos em caso de problemas nos aeroportos    A BRA suspendeu temporariamente todos os seus vôos domésticos e internacionais a partir das 12 horas desta quarta-feira, 7. A empresa tinha passagens vendidas até dezembro deste ano, mas ainda não há confirmação de quantos bilhetes foram emitidos. Em nota, a companhia orienta seus passageiros a não se dirigirem aos aeroportos ou lojas antes de entrarem em contato com o telefone de atendimento da empresa (11) 3583-0122.   O Ministério da Defesa informou ainda que a Anac ainda não recebeu a comunicação oficial da empresa aérea BRA sobre a suspensão de seus vôos. Mesmo assim, conforme o Ministério, a ANAC enviou uma equipe para a empresa aérea para verificar a situação da BRA.   De acordo com as informações transmitidas por sua assessoria, o ministro Nelson Jobim considerou ruim o cancelamento dos vôos da BRA e considerou um problema a mais, embora já houvesse sinais de que a empresa estava enfrentando dificuldades. A expectativa é de que a situação de atendimento aos passageiros se resolva da melhor maneira possível.    

Tudo o que sabemos sobre:
BRAAnacCrise aérea

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.