Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

ANÁLISE-Exportação de petróleo brasileiro depende da economia

A crescente produção de petróleono Brasil e sua previsão de aumento estão tornando o país umaimportante fonte da commodity no hemisfério oeste, mas aindanão se sabe se isso resultará em um considerável aumento nasexportações. Analistas dizem que qualquer aumento sério nas exportaçõesde petróleo dependeriam da economia do maior país da AméricaLatina, que agora retoma o crescimento após anos praticamenteestagnada. O Brasil alcançou a auto-suficiência em petróleo noano passado e está crescendo lentamente como um exportador. "Se o Brasil realmente começar a crescer a taxas maisaltas, manter a auto-suficiência pode se tornar um desafio eessa é claramente a prioridade do governo", disse FrançoisMoreau, chefe da consultoria Estratégia e Valor, no Rio deJaneiro. A Petrobras estima que sua produção de petróleo bruto noBrasil deve alcançar 2,37 milhões de barris por dia em 2011,uma alta de 27 por cento ante os 1,86 bpd planejados para esteano, e então aumentar para 2,81 milhões de bpd até 2015. O Banco Central espera que a economia cresça 4,7 por centoeste ano, após subir 3,7 por cento em 2006. O governo quer umcrescimento de 5 por cento ou mais nos próximos anos. Especialistas afirmam que isso exigiria uma alta naprodução de petróleo e combustíveis em mais de 5 por cento,logo, o ambicioso crescimento produtivo da Petrobras serviriapara atender a demanda. No primeiro trimestre, as exportações de petróleo ecombustíveis da Petrobras excederam as importações noequivalente a 187 mil barris por dia, um aumento de 156 porcento ante o ano anterior. As importações de petróleo leve são necessárias paramisturar com o pesado --produzido localmente-- nas refinarias,mas o Brasil tem modernizado suas usinas para processar maispetróleo local. Enquanto isso, a planejada iniciação do campo de Polvo pelaDevon Energy Corp., nos próximos dias, deve inaugurar um novoestágio para a expansão petrolífera no Brasil, tornando acompanhia norte-americana a primeira produtora não associadacom a Petrobras. Analistas dizem que os altos preços do petróleo, novastecnologias e a estabilidade política e econômica do Brasilalçaram o país para o status de produtor com fortesperspectivas. A maior parte do petróleo brasileiro é pesado,extraído em grandes profundidades. "Muitos projetos novos estão aparecendo, a Petrobras estáaumentando a produção em grandes campos como Roncador, Jubartee Marlim Sul... e, pouco a pouco, estrangeiros estão setornando importantes, embora ainda sejam pequenos se comparadosà Petrobras", disse Ruaraidh Montgomery, consultor da WoodMackenzie em Edinburgo. As reservas de petróleo do Brasil dobraram nos últimos 10anos para cerca de 11 bilhões de barris, assim como a produção,atualmente com 1,8 milhão de barris por dia. REUTERS AS CP

ANDREI KHALI, REUTERS

27 de julho de 2007 | 16h58

Tudo o que sabemos sobre:
BRASILENERGIAPETROBRAS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.