Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

ANÁLISE-Fundos soberanos podem ser salvação para EUA

Os fundos de investimento geridos porChina e países do Golfo deixaram políticos do Ocidenteapreensivos ao flexibilizar seus 2 trilhões de dólares eminvestimento, mas podem ser a salvação para os combalidosbancos norte-americanos. Esses países têm aplicado a riqueza conquistada com ocomércio global e os preços de commodities no setor financeirodos EUA afetado pela crise imobiliária. Na segunda-feira, Abu Dhabi investiu 7,5 bilhões de dólaresno Citigroup, o mais visível sinal de uma tendência entrefundos soberanos. Desde abril esses fundos investiram 37,3 bilhões de dólaresem ativos financeiros globais, de acordo com o Morgan Stanley. A onda de investimentos poderia impulsionar os preços deativos e prover fontes adicionais de capital aos bancosatingidos pela crise do subprime, avaliou o banco deinvestimento. Embora as compras tenham levado o G7 a pedir regras para osfundos, é muito cedo para dizer que o investimento é suficientepara tirar do sufoco o setor financeiro dos EUA. "Algumas coisas têm que acontecer para realmente acabar como nevoeiro", disse Don Straszheim, vice-chairman do RothCapital Partners LLC, em Los Angeles. "Teremos que ver maisalguns desses acordos." Os fundos soberanos preferem instituições financeiras,acrescentou o Morgan Stanley, citando o caso do TemasekHoldings, de Cingapura, que mantém 38 por cento de seuportfólio em ativos financeiros. "Tem obviamente muito potencial", afirmou Brad Setser, doConselho de Relações Internacionais, que estuda as reservas dosbancos centrais, fundos soberanos e o financiamento dos EstadosUnidos por mercados emergentes. Ele espera que cerca de 200 bilhões de dólares sejamadicionados este ano ao montante administrado por fundossoberanos. Embora os grandes fundos sejam cautelosos e invistampesadamente em bônus, "parte está indo para ações", acrescentouSetser. Os fundos soberanos, que têm mais de 2 trilhões de dólaressob sua administração, devem dobrar em tamanho antes de 2010 ealcançar a marca de 10 trilhões de dólares até 2014, estimou oKorean Investment Corp em maio.

HERBERT LASH, REUTERS

29 de novembro de 2007 | 16h38

Tudo o que sabemos sobre:
MACROSOBERANOSANALISE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.