Análises feitas pela Central de Crédito crescerão 10%

O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, disse nesta sexta-feira que o Sistema de Informações de Crédito (SCR) passará a analisar 10% mais valores com a central de crédito da autoridade monetária. Na versão anterior eram analisados 134 milhões de informações, a partir de R$ 5 mil, o que representava um montante total de R$ 1,79 trilhão. Em sua nova fase, o SCR analisa operações de crédito a partir de R$ 1 mil, o que vai adicionar R$ 166 bilhões ao montante anterior. O universo de informações passará para 155 milhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.