Analista da Geração vence ranking Agência Estado/Ibmec

O analista Wagner Faccini Salaverry, da Geração Futuro Corretora, foi o vencedor do Ranking Agência Estado/Ibmec de 2004. Suas recomendações proporcionaram um retorno de 101,71% para os investidores de ações no ano passado. No mesmo período, o Ibovespa - índice que mede o desempenho das ações mais negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) - registrou alta de 17,8%.Os outros nove analistas melhores colocados foram: Gilberto Pereira de Souza, da Itaú Corretora (retorno de 92,30%); Luciana Machado, da Fator Administração de Recursos (ex-Fator Corretora, com 86,29%); Renata Faber, da Itaú (ex-Fator, retorno de 82,54%); Elaine Rabelo, da Coinvalores (79,51%); Luiz Alberto Binz, da Geração Futuro (57,49%); Daniel Altman, do Bear Stearns (55,46%); Paschoal Paione, do Credit Lyonnais (ex-Fator, retorno de 49,93%); Roberto Attuch, do Credit Suisse First Boston (44,27%); e Daniela Bretthauer, do Santander Investment (42,65%).Entre as corretoras, a campeã de rentabilidade em 2004 foi a Geração Futuro, com 62,97%, seguida pela Fator (40,66%) e Coinvalores (37,50%). O Ranking AE/Ibmec avaliou 86 analistas e 21 corretoras, que produziram 1.346 recomendações - de compra, manutenção ou venda de ações. Em pouco mais de cinco anos de carreira, Wagner Faccini Salaverry saiu da condição de estagiário da Geração Futuro Corretora para sócio e diretor de pesquisa da instituição.O vencedor do Ranking AE/Ibmec de analistas de 2004 tem 27 anos, é formado em Administração de Empresas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRS) e trabalha em Porto Alegre (RS). A estratégia para o sucesso da Geração Futuro, segundo Salaverry, tem sido recomendar papéis de empresas com perspectiva de rentabilidade muito elevada. Ele lembra que o investidor precisa ter sangue frio para atravessar períodos negativos da Bolsa, como o ocorrido recentemente. "Em cenários de grande incerteza, a análise de investimento torna-se ainda mais importante. Há papéis muito atraentes e o momento, embora turbulento, é propício para as compras."Metodologia do rankingO ranking AE/Ibmec é baseado no trabalho elaborado pelo professor do Ibmec Educacional Antonio Zoratto Sanvicente para a Agência Estado. O ranking classifica analistas e corretoras que cobrem empresas brasileiras, com base na performance das ações recomendadas durante o intervalo avaliado. Os primeiros colocados são aqueles que proporcionaram aos investidores as melhores rentabilidades a partir das suas orientações. O Ranking de AE/Ibmec de 2004 utilizou as recomendações a partir da base de dados da Thomson First Call.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.