Analista da Itaú Corretora vence Ranking AE/Ibmec

A analista Juliana Chu, da Itaú Corretora, foi a primeira colocada no Ranking de Analistas AE/Ibmec de 2001. As recomendações da especialista proporcionaram um retorno de 25,93% no ano passado, ante um desempenho negativo de 10,92% do Índice Bovespa (Ibovespa).O Ranking de Analistas é divulgado trimestral e anualmente pela Agência Estado e elaborado pelo professor do Ibmec Educacional, Antônio Zoratto Sanvicente. A amostra utilizada considerou 150 analistas nacionais e internacionais que acompanham as empresas brasileiras.A classificação tomou como base as recomendações divulgadas para as ações das empresas listadas em Bolsa. Cada analista foi avaliado pelo retorno proporcionado por sua carteira.Os profissionais que ficaram entre o 2.º e o 10º lugares no ranking são: Jorge Beristain, do Deutsche Bank, com um retorno de 23,30%; Simone Rosito, do Unibanco Research (18,82%); Marcelo Hanan, da Fator Doria Atherino (18,29%), Luciana Puccetti, da Itaú Corretora (16,72%), Daniel Pasquali, da Fator Doria Atherino (16,45%), Tiago Pedroso, da Geração Corretora (15,73%), Carlos de Leon, do Deutsche Bank (14,32%), Patrícia Bueno-Kearns, da Salomon Smith Barney (14,29%); e João da Costa Marques e Roberto Reis, da Sudameris Corretora (13,62%).Juliana formou-se em administração de empresas pelo Mackenzie, em 1991. O início da carreira ocorreu no ramo de auditoria na então PriceWaterhouse. O princípio da experiência em mercado de capitais foi na Fator. Antes de integrar o time da Itaú Corretora, passou também pelo Unibanco. A especialista acompanha os setores cíclicos, como papel e celulose, siderurgia e mineração. Para este ano, Juliana escolheu VCP e Gerdau como as principais apostas.Entre as corretoras, a Itaú foi a vencedora do Ranking AE/Ibmec de 2001. A instituição obteve um retorno de 6,89% com sua carteira de recomendações - o melhor entre as 21 corretoras acompanhadas no estudo. O diretor presidente da instituição, Roberto Nishikawa, contou que a corretora passou por uma profunda reformulação estratégica, iniciada no fim de 1999, para se tornar uma prestadora completa de serviços financeiros. Para o chefe de análise da Itaú Corretora, Reginaldo Alexandre, o ano tem perspectivas moderadamente otimistas, com a Bolsa podendo superar os ganhos da renda fixa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.