Analistas esperam Selic maior em outubro e no final de 2004

As projeções dos analistas do mercado financeiro para a Selic, a taxa básica de juros da economia, no final do ano subiram de 16,50% para 16,75% em pesquisa semanal do Banco Central (BC). A elevação ocorreu após a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) de aumentar na semana passada os juros de 16% para 16,25% ao ano. Apesar do aumento, o porcentual projetado na pesquisa ainda está abaixo dos 17% ao ano estimados pelas mesas de operações dos bancos.A pesquisa registrou, ao mesmo tempo, uma alta das estimativas de juros para outubro próximo de 16,25% para 16,50% ao ano, embutindo uma expectativa de alta de 0,25 ponto porcentual da taxa básica de juros da economia na próxima reunião do Copom. Para o fim de 2005, as expectativas de mercado contidas no levantamento do BC continuaram estáveis em 15% ao ano.Expectativa para dólar recuaAs previsões de mercado para a taxa de câmbio no fim deste ano recuaram de R$ 3,05 para R$ 3,02 em pesquisa semanal feita pelo BC. As estimativas de câmbio para o fim do corrente mês, por sua vez, caíram de R$ 2,97 para R$ 2,95, um valor ainda distante dos R$ 2,86 da última sexta-feira. As projeções para o final de outubro foram reduzidas, ao mesmo tempo, de R$ 3,00 para R$ 2,99. As expectativas em relação ao câmbio do final de 2005, por sua vez, ficaram estáveis em R$ 3,20.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.