Analistas indicam as melhores ações em 2001

Diante das boas perspectivas para o mercado de ações no próximo ano, analistas indicam os papéis com as melhores perspectivas de valorização. Porém, alertam que apenas o dinheiro que não tem data certa para resgate, ou seja, que pode ficar investido até que se consiga o rendimento desejado, deve ser direcionado para esse segmento.Os analistas também orientam que apenas os investidores que têm tolerância ao risco devem comprar ações. Isso porque não há nenhuma garantia de retorno, além do risco de perda do capital investido. Para quem tem tolerância ao risco e não tem horizonte de investimento, ou seja, prazo para sacar o dinheiro, os analistas apontam as melhores opções dentro do mercado de ações.BankBoston Asset ManagementDe acordo com Júlio Ziegelmann, diretor de renda variável da BankBoston Asset Management, o setor de telecomunicações é um dos mais favoráveis em 2001. Nesse segmento, ele indica três papéis: Telemar, Brasil Telecom e CRT Celular. A perspectiva de valorização dessas ações em 2001 é de 55,03%; 80,45%; e 68,69%, respectivamente.As ações da Petrobras também são apontadas pelo diretor como uma das melhores opções. Isso porque o petróleo é vendido no mercado interno pelo preço que se paga no exterior. "Com a alta significativa do preço do produto no cenário internacional, a expectativa é de ganhos expressivos." Além disso, a companhia tem expandido a sua produção e possui uma administração bem vista pelos investidores. Ziegelmann acredita que para o prazo de um ano, as ações têm potencial de ganho de 52,89%.BNP Asset ManagementNicolas Balafas, diretor de renda variável do BNP Asset Management, indica ações do setor de telecomunicações como uma boa alternativa de investimento em 2001. O papel da Brasil Telecom é a principal recomendação do analista. "Os papéis estão com preço muito baixo. A perspectiva de valorização dessas ações é de 82,32% em um ano." Para quem quer apostar em um papel de empresa que paga bons dividendos, Balafas recomenda as ações da Souza Cruz.ABN Amro Asset ManagementAlexandre Póvoa, diretor de renda variável do ABN Amro Asset Management, avalia que há vários papéis com possibilidades de ganho no mercado de ações. "Empresas bem posicionadas e com bons fundamentos estão com preços bem abaixo do que, de fato, deveriam estar. Isso porque o mercado como um todo está com resultados muito negativos", explica.O diretor indica três ações: Cemig, Duratex e Gerdau. No caso da Cemig, Póvoa afirma que o preço está bem abaixo do valor justo, além de ser uma empresa que integra geração e distribuição de energia elétrica. Duratex e Gerdau, segundo o diretor, são companhias que ganham com a recuperação econômica esperada pelo Brasil no próximo ano. Banco BrascanRicardo Mattei, gerente de análise do Banco Brascan, acredita que a Bolsa ainda deve passar por um período de fraco desempenho no primeiro trimestre do próximo ano. Porém, para o investidor que se dispor a ficar com o dinheiro investido até o final do próximo ano, as indicações são as ações do Pão de Açúcar, Vale do Rio Doce e Telemar No caso dos papéis do Pão de Açúcar, Mattei explica que é a principal empresa de capital aberto do setor de varejo, um dos mais afetados pela recuperação econômica esperada para 2001. O executivo projeta ganho de 24,92% com as ações em um período de um ano. "Quanto à Vale do Rio Doce, trata-se de uma empresa líder no mercado mundial de minério de ferro; passou por um processo de reestruturação, o que permitiu a formação de uma estrutura mais enxuta para a companhia. A perspectiva de valorização do papel é de 62,85% em um ano", afirma Mattei. Para a Telemar, o executivo projeta um ganho de 42,52%, também em um ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.