Anatel diz que novo plano fica pronto em uma semana

O presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Ronaldo Sardenberg, disse que em menos de uma semana será divulgada a proposta da agência para as novas regras para a telefonia fixa e mudanças no Plano Geral de Outorgas (PGO). Em entrevista à Globo News, Sardenberg afirmou que o novo PGO vai demandar contrapartidas das empresas. As mudanças recomendadas pelo Ministério das Comunicações e que estão em estudo pela Anatel viabilizam a eventual compra da Brasil Telecom (BrT) pela Oi.Segundo Sardenberg, as fusões entre empresas resultam em ganho de escala e ganhos de gestão. "De maneira que já há dois tipos de desenvolvimento, em termos de lucratividade e de renda das empresas ,que podem ser partilhados com a sociedade", afirmou.Ele ressaltou que há necessidade de atualizar o modelo de telecomunicações porque o setor passou por diversas mudanças desde que as regras atuais foram criadas, em 1997. Sardenberg lembrou que hoje o Brasil é o quinto mercado mundial no setor de telefonia, com 35 milhões de linhas fixas e mais 120 milhões de celulares. "As coisas vão mudando. Não podemos continuar com um modelo simples, de um país que estava implementando a telefonia pela primeira vez na história, para valer, em termos de massa. Hoje a telefonia está massificada", disse. Na avaliação de Sardenberg há hoje no mercado brasileiro dois grupos grandes (Telefônica e Embratel) e dois pequenos, referindo-se à Oi e à Brasil Telecom. Se houver a fusão entre Oi e BrT, segundo ele, haverá três grandes grupos. "Com três grupos grandes vai haver mais competição do que com dois grupos grandes e dois pequenos. De maneira que esse grupo grande terá melhores condições de competir", sustentou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.