Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Anatel homologa resultado do leilão da Banda H e sobras

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) homologou nesta quinta-feira o resultado do leilão da banda H - última faixa disponível para uso da tecnologia de terceira geração (3G) - e sobras de frequência. Apesar de o processo de licitação ter ocorrido em dezembro, a homologação do resultado só ocorreu agora devido à interposição de recurso pela Claro, sob a alegação de que a Nextel não teria atendido os requisitos do edital, pois na entrega dos documentos de habilitação um dos envelopes não estaria lacrado. A Claro, porém, desistiu do recurso, segundo a conselheira Emília Ribeiro.

KARLA MENDES, Agencia Estado

28 de abril de 2011 | 18h32

Com os leilões, a Anatel arrecadou, no total, R$ 2,7 bilhões pelos 60 lotes leiloados, o que representa um ágio médio de 30,59%. Ao se analisar o leilão de sobras junto com a banda H, a Nextel lidera o ranking, pois vai pagar R$ 1,42 bilhão pelos 11 lotes da banda H arrematados e um de sobras.

O maior ágio foi pago pela Vivo: 964,44% ou R$ 120,4 milhões para o lote que abrange os estados do Amazonas, Amapá, Pará, Maranhão e Roraima. A operadora foi a maior compradora de sobras do SMP - 23 lotes - e vai desembolsar no total R$ 1,018 bilhão. A Claro arrematou 15 lotes e vai pagar R$ 173,671 milhões; a TIM, 8 (R$ 81,831 milhões) e a Nextel, um, por R$ 206,825 milhões. CTBC e Oi não levaram nenhum lote das sobras.

Tudo o que sabemos sobre:
telecomunicaçõesbanda HAnatelNextel

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.