Anatel libera a venda no Brasil do iPhone 4 da Apple

Com a homologação, o lançamento do aparelho depende somente da decisão do fabricante[br]e das operadoras

Karla Mendes / BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

24 de agosto de 2010 | 00h00

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) homologou ontem a comercialização do iPhone 4 no Brasil. O smartphone, lançado pela Apple em 24 de junho, já está sendo vendido em 21 países, além dos Estados Unidos. Segundo a Apple, o aparelho estará disponível em 88 países até o fim de setembro.

Apesar da expectativa, o fabricante não confirma se o Brasil consta dessa lista. A comercialização no País depende de acordos das operadoras com a Apple.

Procuradas pelo Estado, as operadoras brasileiras não deram detalhes sobre o lançamento do iPhone 4 no País. A TIM informou que o aparelho estará disponível para os clientes em breve, sem confirmar a data.

Segundo a empresa, falta alinhar apenas a parte operacional com a Apple. A Vivo confirmou que vai vender o iPhone 4, mas disse que ainda não há informação sobre preço, nem sobre a data de lançamento. A Oi informou que lançará o aparelho nos próximos meses e a Claro se limitou a dizer que "não confirma nenhuma data para a comercialização do iPhone 4".

A quarta versão do smartphone da Apple levou milhões de consumidores às lojas no seu lançamento.

Além dos EUA, o iPhone 4 é comercializado no Reino Unido, França, Alemanha, Japão, Austrália, Áustria, Bélgica, Canadá, Holanda, Finlândia, Hong Kong, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Dinamarca, Noruega, Nova Zelândia, Cingapura, Espanha, Suécia e Suíça.

O iPhone 4 apresentou problemas técnicos, mas isso não impediu que o aparelho se tornasse um sucesso. Em 16 de julho, a Apple divulgou que havia vendido mais de 3 milhões de unidades.

Logo depois do lançamento, vários usuários reclamaram de problemas de recepção. Dependendo da posição em que o aparelho é segurado, o sinal acaba caindo, e a ligação é perdida. Esse defeito fez com que a Apple oferecesse capinhas gratuitas para quem comprou o iPhone 4, para resolver o problema.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.