Anatel: qualidade de serviços abaixo das metas

A qualidade dos serviços prestados pelas operadoras de telefonia fixa do País continua abaixo das metas determinadas pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). De acordo com o balanço divulgado hoje pelo órgão regulador, todas as operadoras descupriram pelo menos uma meta no mês de fevereiro. O piordesempenho neste período foi mantido pela Telemar Rio de Janeiro, que descumpriu 15 das 35 metas. A maioria das operadoras tem dificuldade em completar chamadas de longa distância nacional, principalmente no período noturno. Também há problemas para se cumprir os prazos de atendimento das solicitações de reparo e mudança de endereço da linha telefônica.Quatro operadoras apresentaram o melhor desempenho, descumprindo apenas uma meta: a operadora da Telemar no Espírito Santo, as operadoras da Brasil Telecom em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul e a CTBCampo, da Telefônica, no interior de São Paulo. A Telesp, também da Telefônica, aumentou de 8 em janeiro para 10 em fevereiro o número de metas não cumpridas.Entre as empresas espelho, a Vésper São Paulo deixou de cumprir 10 das 30 metas e a Vésper S.A. (região da Telemar) deixou de cumprir 14 das 33 metas. As prestadoras de longa distância Embratel e Intelig apresentam problemas para completar as ligações interurbanas e internacionais. Hoje, o Procon-SP divulgou a lista das empresas que mais receberam reclamações dos consumidores. A Telefônica foi apontada como campeã de reclamações. Ainda hoje, a empresa enviou comunicado à empresa justificando a classificação. Veja, nos links abaixo, mais informações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.