Anatel reduz previsão de ágio em leilão de 3G para 80%

Com a redução dos ágios nos leilões das licenças de terceira geração da telefonia celular (3G), o superintendente de Serviços Privados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Jarbas Valente, refez a estimativa de ágio médio para todos os leilões para 80%. No total, estão sendo licitadas 44 licenças. Ontem, como alguns ultrapassaram 200%, Valente havia dito que a expectativa de ágio médio seria de 100%, o que daria uma arrecadação próxima de R$$ 6 bilhões. Como o ágio caiu muito nos leilões de hoje, em relação aos de ontem, Valente reduziu sua expectativa otimista e passou a falar em uma arrecadação de cerca de R$ 5 bilhões, o que, ainda assim, está bastante acima da primeira previsão, que era de um ágio de R$ 700 milhões.Com um ágio de R$ 700 milhões, a arrecadação total chegaria a R$ 3,5 bilhões, ante um preço mínimo de R$ 2,8 bilhões. No entanto, a arrecadação já passa dos R$ 4,5 bilhões. Ainda faltam ser leiloadas 27 licenças, na maioria áreas de menor valor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.