Anatel: regras mais flexíveis para SMP

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) decidiu tornar mais flexíveis as metas de qualidade a serem atingidas pelas operadoras do Serviço Móvel Pessoal (SMP), o substituto do Serviço Móvel Celular (SMC) no País. O diretor da agência reguladora José Leite Pereira Filho informou, ontem, que as empresas terão seis meses de prazo, após entrarem em funcionamento, para se ajustar às regras de atendimento aos assinantes.As operadoras das bandas A e B, que são regidas pelo SMC, estão sendo avaliadas pela Anatel em nove indicadores. A partir de julho de 2001, a agência poderá cobrar o cumprimento destas metas para empresas que já estão funcionando no País. Ontem, a agência divulgou no site (veja link abaixo) o resultado deste acompanhamento, referente a novembro de 2000, das bandas A e B. A Telesp Celular, a BCP Telecomunicações e a Tess atingiram as metas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.