coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Anbid apura queda de 0,64% em fundos DI

Após entrar em vigor a nova regra de marcação a mercado dos papéis que compõem as carteiras de fundos que pagam taxas de juros, os fundos DI, que pagam juros pós-fixados, tiveram uma perda expressiva de rendimento. Na última quarta-feira, dia 29 de maio, as perdas foram de 0,64%, em média. Para se ter uma idéia da dimensãodessa baixa, em maio, até a terça-feira dia 28, os ganhos médios eram de 1,21%, ou seja, esses fundos perderam, em um único dia, mais da metade de seu rendimento acumulado em quase um mês. No ano, a valorização média é de 6,29%. Vale lembrar que esses dados se referem à média dos fundos. Em alguns casos específicos, a perda chegou à casa dos 7% só na última sexta. Os dados são da Associação Nacional dos Bancos de Investimento (Anbid).E os DI não ficaram sozinhos. Outros fundos, mesmo os prefixados, também caíram naquele dia. Os fundos de renda fixa, por exemplo, tiveram queda de 0,63% no último dia 29. em média. No mês, eles estão em alta média de 0,53% e, no ano, de 6,03%. Os de renda fixa crédito, prefixados que buscam retorno em investimentos com risco de crédito um pouco maior, tiveram baixa de 0,17% em média, igual à dos de renda fixa multi-índices, prefixados que admitem papéis com risco de indexadores. No mês e no ano, os ganhos também são iguais: de 1,06% e de 1,13% na média, respectivamente.Apesar dessa queda expressiva, não houve saques nesses fundos no dia 29, pois esperava-se que os efeitos da marcação a mercado só seriam sentidos na sexta-feira 31 de maio, quando ele entraria em vigor. Mas o Banco Central (BC) havia antecipado as novas regras aos fundos, que começaram a trabalhar dessa forma antes do previsto.Assim, no dia 29, apesar da baixa, os fundos DI foram os que receberam maior aporte de capitais: R$ 420 milhões, o que não reverteu a saída que eles vêm tendo no ano, de R$ 2,78 bilhões. Os fundos de renda fixa também tiveram depósitos, na ordem de R$ 284 milhões. no ano, os saques são de R$ 679 milhões.Leia nos links abaixo matérias que explicam a marcação a mercado dos fundos de investimento, os seus riscos e vantagens, e com dicas de investimentos. Leia também matéria com os dados do dia 31 de maio.

Agencia Estado,

05 de junho de 2002 | 17h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.