Anbid: fundos captam R$ 147 mi no dia 3

Os fundos de investimento continuam em oscilação diária, ora captando pouco, ora tendo saques. No dia 3 de agosto houve depósitos líquidos de R$ 147 milhões. A saída de recursos no mês, entretanto, continua alta, em R$ 1,119 bilhão. No ano, os saques líquidos estão em R$ 57,368 bilhões. Os dados são da Associação Nacional dos Bancos de Investimento (Anbid).No dia 3 os fundos de renda fixa (prefixados) tiveram captação líquida de R$ 131 milhões, o que diminuiu os saques líquidos no mês para R$ 316 milhões. No ano, a saída de capitais desses fundos é de R$ 17,589 bilhões. Os DI (pós-fixados) tiveram saques líquidos no dia 3, na ordem de R$$ 94 milhões. No mês, a saída de recursos dos DI é de R$ 543 milhões e, no ano, de R$ 25,264 bilhões.RentabilidadeOs fundos de privatização da Petrobrás estão com a maior alta de agosto, de 2,35% (FGTS) e de 2,25% (recursos próprios). No ano, apresentam queda é de 2,85% (FGTS) e de 3,59% (recursos próprios). Os fundos cambiais, que buscam acompanhar a variação do dólar, também trouxeram bom retorno ao investidor, com ganhos de 1,46% em agosto e de 27,89% no ano.Os fundos de privatização da Companhia Vale do Rio Doce estão com pequena baixa no mês, de 0,12% para os três tipos (FGTS, migração e recursos próprios). No ano, há ainda boa alta, de 39,05% (FGTS), de 42,34% (recursos próprios) e de 33% (migração).Renda fixaOs fundos de renda fixa tiveram alta de 0,13% até o dia 3 de agosto e de 9,31% no ano. Os fundos DI trouxeram retorno de 0,14% no mês e de 10,21% em 2002.Veja, nos links abaixo, matérias sobre as mudanças na marcação dos fundos e seu comportamento, além de cartilhas com dicas de investimento e análise de carteira de acordo com o perfil do investidor e o prazo da aplicação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.