Anbid: fundos já perderam mais que em 2001

A fuga de capitais ocorrida nos fundos de investimento até o dia 4 de junho já supera a de todo o ano passado, de acordo com relatório diário da Associação Nacional dos Bancos de Investimentos (Anbid). Em 2001, os saques foram de R$ R$ 5,7 bilhões. Em 2002, até a última terça-feira, eles foram de R$ 7,666 bilhões. Até o final de maio, eles haviam sido de R$ 6,28 bilhões.Os fundos que registraram a maior saída líquida de capitais no ano foram os DI (pós-fixados), com saques de R$ 5,1 bilhões. Eles, junto com os de renda fixa (prefixada), foram os que registraram a maior fuga de capitais no mês: R$ 1,565 bilhão em apenas dois dias.Esses saques se devem principalmente à marcação do mercado desse tipo de investimento, o que levou o investidor a vender as suas cotas para aplicar seus recursos em algum investimento mais seguro, como os CDBs.Essa opção já vem ocorrendo desde fevereiro, quando foram sacados R$ 1,329 bilhão. Em janeiro, os fundos haviam captado R$ 7,25 bilhões, a única captação positiva desde abril de 2001. Daí para a frente, só foram registradas saídas. Em março, elas foram de R$ 1,455 bilhão; em abril, de R$ 4,193 bilhões; em maio, de R$ 2,596 bilhões; e, nos dois primeiros dias úteis de junho, de R$ 2,146 bilhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.