coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Anbid: fundos perdem R$ 5 bi em abril

Os fundos de investimentos perderam R$ 5,077 bilhões no mês de abril. Essa saída de capitais vem desde março, quando os fundos de pensão tiveram que pagar o que deviam ao Imposto de Renda e, dessa forma, sacaram os seus recursos dos fundos de investimento. Mas no mês passado a saída foi bem maior, já que, em março, os saques tinham sido de R$ 1,45 bilhão. Os dados são da Associação Nacional dos Bancos de Investimento (Anbid).Os fundos que pagam juros foram os que registraram os maiores saques. A maior saída de capital do mês foi nos fundos DI, que tiveram saques de R$ 1,828 bilhão; no ano, foram de R$ 3,302 bilhões. Os fundos de renda fixa também tiveram uma saída expressiva de capital: R$ 835 milhões.Esse capital não foi investido em outras aplicações, já que a caderneta de poupança também teve saída, de R$ 367 milhões, e o CDB teve aporte pequeno, de R$ 750 milhões.RentabilidadeOs fundos mais rentáveis em abril foram os de privatização da Companhia Vale do Rio Doce com recursos próprios, com alta de 4,16%, e os fundos cambiais, que buscam retorno com a variação do dólar, com alta de 4,15%. No ano, a rentabilidade é de 21,51% e de 4,69%, respectivamente. O ganho financeiro dos fundos cambiais se deu no final do mês, com a alta da moeda norte-americana, já que, no começo de abril, esses fundos estavam em queda.Os outros fundos de privatização da Vale (com recursos do FGTS e os migração - de investidores que saíram de fundos Petrobrás para Vale) tiveram um retorno menor: 3,38% e 2,50%, respectivamente. No ano, os ganhos foram de 19,02% para FGTS e de 14,42% para migração.Os fundos de privatização Petrobrás tiveram queda no mês passado. As perdas foram de 6,94%, para fundos com recursos do FGTS, e de 6,97%, para aqueles com recursos próprios. No entanto, ainda há ganho no ano: de 12,77% e de 12,51%, respectivamente.Os fundos Ibovespa, que têm por objetivo acompanhar a variação do Ibovespa - índice que mede a variação das ações mais negociadas da Bolsa -, tiveram queda de 1,82% em abril. No ano, as perdas são de 4,31%. Os fundos setoriais também estão em baixa. Os de energia tiveram queda de 3,12%; os de telecomunicações, de 0,94%. No ano, os fundos de energia tiveram alta de 5,49% e os de energia, queda de 13,08%.Renda fixaOs fundos que pagam taxas de juros tiveram alta em abril. Os de renda fixa, que pagam juros prefixados, tiveram alta de 1,23%. No ano, os ganhos são de 5,48%. Os fundos DI, pós-fixados, pagaram 1,31% em abril. No ano, a alta foi de 5,69%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.