Anbima aponta queda de 44,6% em captações com renda fixa

As emissões de renda fixa realizadas no mercado doméstico brasileiro caíram 44,6% em janeiro na comparação com o primeiro mês de 2013, para R$ 2,123 bilhões, segundo boletim mensal de fevereiro da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais (Anbima). Em número de operações, foram feitas 20 transações com instrumentos de renda fixa em janeiro deste ano, abaixo das 34 realizadas em igual mês do ano passado.

CYNTHIA DECLOEDT, Agencia Estado

10 de fevereiro de 2014 | 12h44

O boletim mostra que as debêntures lideraram as captações feitas no segmento renda fixa, mas o total emitido caiu 62% em relação a janeiro do ano passado, para R$ 998 milhões. Esse volume compreendeu cinco operações, enquanto em janeiro de 2013, foram 11.

O prazo das emissões de debêntures caiu em relação ao ano passado, sinalizando a falta de apetite por períodos mais longos em virtude das incertezas que permeiam o cenário macroecônomico brasileiro. De acordo com o boletim, 40% das captações de debêntures aconteceram com vencimento até três anos, 40% ao prazo de quatro a dez anos e 20% em prazo superior a dez anos. Em todo o ano de 2013, 27% das emissões de debêntures aconteceram com vencimento em até três anos, 42,6% de quatro a sete anos, 16,3% de sete a nove anos, e 13,5% acima de 10 anos.

O destino dos recursos captados com emissões de debêntures no mês passado foi, em sua maioria (72,7%), para investimentos ou financiamento de participação societária. Em janeiro do ano passado, esse foi o destino de 31,7% das emissões de debêntures. Já ao refinancimento de passivo foram destinadas apenas 5,7% das emissões de debêntures em janeiro deste ano, bem abaixo dos 21,8% do mesmo mês do ano passado.

A Anbima ressaltou que as emissões de notas promissórias e de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs) se destacaram pelo número de operações. Foram realizadas oito ofertas de notas promissórias, com volume total de R$ 888 milhões e seis operações de CRIs, movimentando R$ 167 milhões no mês.

Não houve emissões de renda variável em janeiro deste ano, ante R$ 769 milhões em janeiro do ano passado.

Tudo o que sabemos sobre:
renda fixaemissõesjaneiroAnbima

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.