Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Anbima: fundos somaram R$ 64,4 bi em recursos em 2013

Os recursos administrados por gestores de patrimônio financeiro atingiram um volume de R$ 64,407 bilhões em 2013, o que representa um avanço de 21% em relação a 2012, de acordo com a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).

KARIN SATO, Agencia Estado

29 de abril de 2014 | 13h29

A maior parte desses recursos estava alocada em renda fixa, com R$ 21,653 bilhões, com um crescimento de 22,7% na comparação com o ano retrasado. Entre esses investimentos de renda fixa estão títulos privados, públicos, fundos de investimentos em direitos creditórios e fundos de investimento.

Os fundos multimercados apareceram em segundo lugar, com R$ 20,562 bilhões, o que equivale a um aumento de 8,5%. Um destaque do levantamento da Anbima foi o crescimento de 26,3% do capital alocado em renda variável, para R$ 15,276 bilhões, o que inclui ações, fundos de investimento e clubes de investimento.

Os recursos aplicados em produtos estruturados, por sua vez, somaram R$ 4,385 bilhões, com um avanço de 33,1% em 2013, em relação a 2012. Por fim, os recursos direcionados à previdência tiveram alta de 72,1%, na mesma base comparativa, chegando a R$ 2,030 bilhões.

O diretor da Anbima, José Hugo Laloni, avalia que o aumento dos recursos sob administração de gestores de patrimônio mostra que investidores estão buscando mais serviços especializados em gestão, diante do cenário de volatilidade dos mercados no ano passado. Para se ter uma ideia, em 2013, o número de clientes subiu 2,9%, chegando a 4,6 mil investidores, com um patrimônio líquido médio de R$ 14 milhões. "Em cenário complexo e de muita volatilidade, os clientes demandam consultorias que os ajudem na tomada de decisão", opina Laloni.

Tudo o que sabemos sobre:
Anbimagestão2013

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.