Andima espera queda dos juros a partir de março

A queda da taxa básica de juros no País só será iniciada a partir de março, e ainda assim com reduções pouco significativas, segundo expectativa do presidente da Associação Nacional das Instituições de Mercado Aberto (Andima), Edgar da Silva Ramos. Para ele, as pressões sobre a inflação e as "grandes dúvidas" em relação à economia argentina vão impedir a redução dos juros pelo Copom já no início do ano. Ramos disse que elevou para 17% sua projeção para a taxa de juros do País em dezembro. Sua estimativa anterior que a taxa chegasse ao final do ano no patamar de 16%. O argumento para a revisão é de que o Banco Central, na sua análise, vai perseguir com mais vigor o cumprimento da meta inflacionária (3,5%, com possíveis variações de dois pontos porcentuais para cima ou para baixo) neste ano, e a política monetária estará voltada para esse objetivo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.