Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Aneel aprova edital de leilão de energia velha A-1

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira, 12, o edital do leilão de energia velha A-1, que irá contratar o volume de energia descontratado das distribuidoras a partir de 2014. O leilão, que será realizado em 17 de dezembro, irá ofertar contratos com vencimento de um ano (12/2014), um ano e seis meses (06/2015) e três anos (12/2016).

WELLINGTON BAHNEMANN, Agencia Estado

12 de novembro de 2013 | 18h46

Segundo o regulador, o preço-teto do contrato de um ano será de R$ 192,00/MWh. Anteriormente, o secretário de Planejamento e Desenvolvimento Energético do Ministério de Minas e Energia (MME), Altino Ventura Filho, já havia dito que o governo estudava elevar o preço-alvo do leilão A-1 para atrair os geradores e evitar que a disputa não tivesse oferta, como ocorreu no leilão A-0 deste ano. O contrato com prazo de um ano e seis meses terá preço-teto de R$ 166,00/MWh. Já o contrato de fornecimento de energia de três anos terá um preço-teto de R$ 150,00/MWh.

Esse leilão A-1 tem gerado grande expectativa no mercado. Ao final do ano, aproximadamente 4 mil MW médios de energia contratados pelas distribuidoras irão expirar, elevando para 6 mil MW médios a exposição das distribuidoras ao mercado spot. O sucesso dessa licitação é fundamental para que as concessionárias entrem 2014 novamente expostas ao mercado spot, o que pode gerar nova pressão sobre o caixas das empresas dependendo do preço de liquidação das diferenças (PLD). Atualmente, o PLD está na faixa de R$ 319/MWh, patamar bastante elevado.

A dúvida no mercado é se os geradores estão dispostos vender as suas ofertas no leilão A-1, considerando o alto valor do PLD neste momento.

Tudo o que sabemos sobre:
AneeleditalA-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.