Helvio Romero/Estadão
Helvio Romero/Estadão

carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Aneel aprova reajuste de 17% para clientes residenciais da Eletropaulo

Este é quarto reajuste em dois anos e meio; valor não inclui custo das bandeiras tarifárias, cobrado mensalmente nas contas de luz

ANNE WARTH, O Estado de S. Paulo

30 de junho de 2015 | 11h41

As tarifas da Eletropaulo vão aumentar 15,23% a partir de 4 de julho, aprovou a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Para grandes consumidores, como indústrias, a Aneel sugere um aumento de 11,73%, e para consumidores conectados à baixa tensão, como residenciais, a alta será de 17,04%. As novas tarifas vigoram a pa1rtir de 4 de julho.

O reajuste diz respeito à quarta revisão tarifária da companhia, processo feito de quatro em quatro anos que tem como objetivo garantir o equilíbrio econômico-financeiro dos contratos de concessão.

Segundo o diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino, o maior impacto do reajuste é o custo com a compra de energia, que subiu muito nos últimos meses, e o pagamento da primeira parcela dos empréstimos bilionários ao setor, feitos no ano passado, que somaram R$ 21,2 bilhões.

A partir de sábado, o valor médio da energia da Eletropaulo será de R$ 436,11 por megawatt-hora (MWh). Para se ter uma ideia, em janeiro de 2013, quando o governo aplicou os efeitos da Medida Provisória 579/2012, que reduziu a conta de luz, o valor era de R$ 238,01 por MWh, entre os mais baixos em todas as distribuidoras do País.

Em dois anos e meio, o aumento da energia foi de 83,23%, considerando os reajustes ordinários de 2013 e 2014, o reajuste extraordinário de fevereiro deste ano (de 31,91%) e a revisão tarifária aprovada nesta terça-feira, 30.

O valor não inclui o custo das bandeiras tarifárias, que é cobrado mensalmente na conta de luz. A Eletropaulo atende 6,7 milhões de unidades consumidoras na Região Metropolitana de São Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
AneelEletropaulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.