finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Aneel aprova redução de 41% do seguro apagão

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou hoje redução de 41% no valor do seguro apagão. Com isso, a cobrança cairá de R$ 0,0060 para R$ 0,0035 por quilowatt-hora (kWh) consumido. O novo valor entrará em vigor na próxima quarta-feira.A redução, recomendada pelo Ministério de Minas e Energia, foi possível em virtude da "situação favorável de caixa" da Comercializadora Brasileira de Energia Emergencial (CBEE), empresa que administra as usinas emergenciais. Essas usinas foram contratadas na época do racionamento de energia para serem acionadas em época de crise energética.Os valores arrecadados com o seguro-apagão são repassados pelas distribuidoras para a CBEE. O seguro-apagão é cobrado nas contas de luz desde março de 2002 e só não é pago pelos consumidores de baixa renda.

Agencia Estado,

18 de julho de 2005 | 18h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.