Aneel aprova revisão tarifária para Celesc e Excelsa

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou hoje reajuste médio preliminar de 14,63% para as tarifas da Celesc, de Santa Catarina, e de 4,97% para a Excelsa, do Espírito Santo. Os aumentos entram em vigor no próximo domingo, dia 7. Esses porcentuais são preliminares porque o Índice Geral dos Preços de Mercado (IGP-M), que corrige a maioria das tarifas de serviços públicos, referente ao mês de julho, ainda não foi fechado. A Aneel considerou uma correção provisória do IGPM para o mês.Os consumidores residenciais da Celesc terão aumento de 10,5%. Para as indústrias, que recebem energia em alta tensão, a Aneel definiu várias faixas de reajuste, que flutuam de 15,18% a 28,79%. No caso da Excelsa, o consumidor residencial terá reajuste de 0,91%. Já o industrial, que opera com energia de alta tensão, o reajuste aprovado hoje varia de 11,24% a 19,21%. Sobre os porcentuais de reajuste aprovados hoje ainda incidem impostos - ICMS, PIS e Cofins.Em sua reunião de hoje, a Aneel homologou ainda as revisões tarifárias das duas distribuidoras feitas no ano passado. Com base em documentos definitivos apresentados pelas empresas, a agência chegou a 9,89% para a Celesc, e a 8,58% para a Excelsa. A Celesc atende 1,9 milhão de consumidores residenciais e empresariais em 241 municípios de Santa Catarina. Já a Excelsa fornece energia para 994 mil unidades consumidoras em 65 municípios do Espírito Santo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.