Aneel autoriza construção de quatro hidrelétricas

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou a construção de quatro usinas hidrelétricas. A Centrais Elétricas Belém (Cebel) foi autorizada a construir, em Rondônia, a usina Apertadinho, com 30 MW de capacidade instalada, que deverá entrar em operação até outubro de 2004. A Brascan Energética S/A construirá, no Paraná, a PCH Rancho Grande, com 17,7 MW de potência, que deverá entrar em operação até abril de 2005. A construtora Barbosa Mello vai construir, em Minas Gerais, a usina Sumidouro, com 13 MW de capacidade instalada, cujo início de operação será em três fases: a primeira, em novembro de 2004; a segunda, em dezembro do mesmo ano, e a última, em janeiro de 2005. A Heidrich Geração Elétrica Ltda foi autorizada a construir a usina Cachoeira do Rio Rauen, em Santa Catarina, com 1,6 MW de potência instalada, que deverá entrar em operação até janeiro de 2003. No total, segundo a Aneel, serão necessários investimentos de R$ 99,7 milhões.A Aneel autorizou também a construção de três termelétricas, que serão construídas pela Empresa de Energia Elétrica do Brasil (Engebra), pela Gebra Brasileira Geradora de Energia e pela UTE Bahia I Camaçari Ltda. As novas térmicas são as seguintes: Usina Daia, com 50,2 MW de potênica, em Goiás; Usina Lagarto Gebra, com 14,8 MW de potência instalada, em Sergipe; e a térmica Bahia I, com 31,8 MW de capacidade, na Bahia. Os investimentos somam R$ 242,4 milhões. A Aneel autorizou ainda a CPFL Geração de Energia S/A a ampliar a potência instalada das hidrelétricas de Salto Grande (de 3,35 MW para 4,55 MW) e de Esmeril (de 1,76 MW para 5,04 MW). Segundo a Aneel, o aumento de potência beneficiará uma população de 87,5 mil pessoas e demandará investimentos de R$ 6,4 milhões. As usinas estão localizadas nos municípios de Campinas e Patrocínio Paulista, em São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.