Aneel autoriza reajuste de 22,69% para tarifas da CEB

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou hoje um reajuste médio de 22,69% para as tarifas da Companhia Energética de Brasília (CEB), e de 28,34% para a Força e Luz Coronel Vivida (Forcel). As novas tarifas entram em vigor amanhã. Os índices calculados pela Aneel não incluem a Conta de Variação de Valores de Itens da Parcela A (CVA), utilizada na correção de encargos setoriais e de despesas das distribuidoras com compra de energia elétrica. A CVA correspondente aos últimos 12 meses será repassada às tarifas somente em 2004. Com isso, deixarão de ser incorporados este ano 2,83 pontos percentuais à tarifa da CEB, e 1,32 ponto percentual ao índice final da Forcel. Os reajustes não serão aplicados linearmente a todas as categorias de consumidores das duas empresas. Os clientes residenciais e de baixa tensão da CEB terão correção de 21,50% na tarifa, enquanto os da Forcel terão aumento de 27,94%. Para os clientes industriais, os aumentos serão de 25,04% e 29,49%, respectivamente, nas áreas da CEB e Forcel. A CEB atende 640.501 unidades consumidoras no Distrito Federal, enquanto a Forcel fornece energia para 5.436 clientes no município de Coronel Vivida (PR) e localidades próximas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.