Aneel confirma revisão tarifas de vários Estados

As tarifas de energia da CPFL, que atende o interior do Estado de São Paulo, serão aumentadas em 19,55%, confirmou a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A Agência divulgou os porcentuais das primeiras quatro distribuidoras de energia que estão passando pelo processo de revisão tarifária, que acontece, em média, a cada quatro anos. A revisão substituirá neste ano o reajuste das tarifas de 17 empresas. O aumento concedido pela Aneel será de 31,53% para a Cemig, que atende a Minas Gerais, de 26% para a Cemat, que fornece energia para Mato Grosso, e de 42,25% para a distribuidora Enersul, que atende Mato Grosso do Sul. Os consumidores da Enersul terão hoje aumento de 32,59%. A diferença em relação ao reajuste total dessa empresa será escalonado em quatro anos.A Aneel divulgou também o fator X dessas quatro distribuidoras, que é um mecanismo que permite o repasse para os consumidores dos ganhos obtidos pelas empresas. Esse fator servirá para reduzir o porcentual do índice de correção das tarifas, que é o IGP-M. O fator X incidirá somente no próximo ano, na época do reajuste tarifário, e é o seguinte para cada distribuidora: CPFL (2,43%), Cemig (1%), Cemat (2,3%) e Enersul (2,35%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.