Aneel define remuneração de Cesp e Furnas por usinas

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) definiu no final da manhã desta terça-feira, 30, a remuneração a que Cesp e Furnas terão direito a receber por administrar usinas cujas concessões não foram renovadas e devem ser licitadas ainda neste ano. No período entre 18 de abril e 30 de junho, a Cesp vai receber R$ 13,9 milhões para gerenciar a usina hidrelétrica de Três Irmãos. A concessão desse empreendimento venceu em 19 de novembro de 2011, e a Cesp não aceitou as condições oferecidas pelo governo para renovar esse contrato

ANNE WARTH, Agencia Estado

30 de abril de 2013 | 11h17

Já Furnas vai receber R$ 396,5 mil para administrar a usina de Sinceridade e R$ 87 mil por Neblina. A concessão dessas usinas venceu em 3 de agosto de 2008, mas a Zona da Mata Geração S.A, a quem pertencia a outorga desses empreendimentos, optou por não renovar suas concessões. Com a decisão, Furnas foi então designada para gerenciar essas usinas.Até a licitação das usinas, as empresas farão jus a essa remuneração pelas usinas. Se a licitação não ocorrer até 1º de julho, os valores deverão ser reajustados.

Com a definição da novas remuneração, a Aneel também decidiu realocar a garantia física dessas usinas - Três Irmãos, com 217,5 MW médios; Neblina, com 4,66 MW médios; e Sinceridade, com 0,37 MW médios.O rateio será proporcional ao mercado de carga de cada distribuidora, já utilizada para alocar a energia das usinas que tiveram suas concessões prorrogadas conforme as regras da Medida Provisória 579.

A usina hidrelétrica de Jaguara, cuja concessão pertence à Cemig, também deverá passar por ambos os processos - definição de nova remuneração e distribuição das cotas - em agosto, quando vence seu contrato. A Cemig também não aceitou as condições oferecidas pelo governo para renovar a concessão da usina de Jaguara.

Tudo o que sabemos sobre:
remuneraçãoCespFunas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.