Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Aneel divulga prazos para universalização dos serviços

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) divulgou os prazos que cada distribuidora de energia terá para cumprir as metas de universalização dos serviços de distribuição. As capitais dos Estados serão os primeiros municípios a ter acesso total à rede de energia elétrica. Segundo previsão da Aneel, até o fim do próximo ano, 2.400 municípios serão beneficiados pela universalização. As distribuidoras do Estado de São Paulo Eletropaulo, Bandeirante e CPFL Piratininga têm prazo até o fim de 2006 para cumprir todas as metas em suas respectivas áreas de atuação. A também paulista Electro terá prazo até 2008. De acordo com as regras da Aneel, até 2015 todas as localidades brasileiras terão acesso à rede elétrica.De acordo com o cronograma da Aneel, das 64 distribuidoras de energia que atuam no País, 14 terão que cumprir as metas até 2006; 19, até 2008; 13, até 2010; 11, até 2013 e sete concessionárias, até 2015. Dentre as demais distribuidoras, a mineira Cemig, a pernambucana Celpe, a paranaense Copel e a goiana Celg terão prazo até 2010 para cumprir as metas de universalização em suas áreas de atuação; a fluminense Light, até 2006; a também fluminense Cerj, a gaúcha CEEE e a catarinense Celesc, até 2008; a paraense Celpa e a maranhense Cemar, até 2015 e, por fim, a cearense Coelce e a baiana Coelba, até 2013.5,5% das residências não têm acesso à rede elétricaCerca de 2,44 milhões de domicílios em todo o País não têm acesso à rede elétrica, o que corresponde a 5,5% do total de residências brasileiras, segundo informações divulgadas pela Aneel. Os números constam do cronograma que deverá ser cumprido pelas distribuidoras para levar energia a todas as localidades do Brasil até o fim de 2015. Na região metropolitana de São Paulo, atendida pela Eletropaulo, falta atender 4.857 domicílios. Somente na cidade de São Paulo, 2.663 domicílios ainda não têm acesso à rede elétrica. Dos 24 municípios atendidos pela Eletropaulo, apenas Juquitiba poderá ter a universalização concluída em 2006, enquanto os demais estarão totalmente atendidos já no próximo ano. Dos 6.750 domicílios de Juquitiba, 293 não têm acesso à rede. Na área da CPFL, na região de Campinas, 5.074 domicílios não têm luz elétrica. Apesar do prazo geral dado pela Aneel para a distribuidora concluir a universalização ser 2006, a empresa deverá cumprir suas metas até o fim de 2004, usando os dois anos seguintes para casos excepcionais. A distribuidora Bandeirante deverá estender sua rede a 4.073 domicílios, enquanto a Elektro tem como meta de universalização dos serviços 17.542 domicílios. As regiões com menor índice de atendimento pelas concessionárias são o Norte, com 81,55% dos domicílios com acesso à rede elétrica, e o Nordeste, com 87,7%. Segundo a Aneel, com base em dados do senso de 2000, feito pelo IBGE, 11 milhões de brasileiros não têm acesso à rede.

Agencia Estado,

16 de maio de 2003 | 18h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.