Aneel faz audiência pública para revisão tarifária em SC

As propostas de revisão tarifária periódica das distribuidoras Força e Luz João Cesa (EFLJC) e Força e Luz Urussanga (EFLUL), ambas de Santa Catarina, serão submetidas ao processo de audiência pública a partir de hoje. O período para envio de manifestações por escrito ao processo da empresa Urussanga será encerrado no dia 18 de fevereiro e, no dia 20 do mês que vem acontece o prazo final para contribuições por escrito à revisão da João Cesa. A Aneel vai promover audiências públicas presenciais no dia 20 de fevereiro, em Urussanga (SC), para receber contribuições de representantes de consumidores, de órgãos de defesa do consumidor, de empresas, de associações de classe e de demais interessados ao processo da EFLUL. No dia seguinte, em Siderópolis (SC), acontece a audiência pública para os consumidores da João Cesa.As notas técnicas com os índices preliminares, aprovados ontem pela diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), estão disponíveis no perfil "A Aneel", no link Audiências/Consultas/Fórum do endereço eletrônico www.aneel.gov.br.A revisão tarifária das distribuidoras será concluída até o dia 30 de março deste ano, quando entram em vigor os índices definitivos aprovados em reunião pública de diretoria, após análise das contribuições apresentadas no processo de audiência.Cooperativa AliançaA Aneel autorizou, ainda, o reajuste das tarifas da distribuidora Cooperativa Aliança (Cooperaliança), de Santa Catarina. As novas tarifas entrarão em vigor no dia 7 de fevereiro. A Cooperaliança fornece energia elétrica a 28.642 unidades consumidoras em Içara e parte dos municípios de Jaguaruna, Araranguá e Sangão, em Santa Catarina. O percentual será diferenciado por classe de consumo. Ao calcular os índices de reajuste, a Aneel considera a variação de custos que as empresas tiveram no decorrer de 12 meses. A fórmula de cálculo inclui custos gerenciáveis sobre os quais incide o Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) e custos não gerenciáveis, como energia comprada de geradoras, Conta de Consumo Combustível (CCC), Reserva Global de Reversão (RGR), taxa de fiscalização e encargos do setor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.