Divulgação
Divulgação

Aneel propõe redução de 4,35% nas tarifas de Angra 1 e 2 em 2019

Se a proposta for aprovada, a receita fixa da Eletronuclear com as duas usinas cairá de R$ 3,316 bilhões em 2018 para R$ 3,172 bilhões em 2019

Anne Warth, O Estado de S.Paulo

23 de outubro de 2018 | 16h06

BRASÍLIA - A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) propôs nesta terça-feira, 23, uma redução de 4,35% na tarifa das usinas nucleares de Angra 1 e 2. A proposta do órgão regulador é diminuir a tarifa dos atuais R$ 240,80 por megawatt-hora (MWh) para R$ 230,33 por MWh.

Se a proposta for aprovada, a receita fixa da Eletronuclear com as duas usinas cairá de R$ 3,316 bilhões em 2018 para R$ 3,172 bilhões em 2019. Os motivos que explicam essa redução são a queda da taxa de depreciação média e a diminuição da remuneração de capital, tendo em vista a depreciação da base de remuneração e a redução dos investimentos incrementais nos últimos anos. 

A proposta ficará aberta em audiência pública entre os dias 25 de outubro e 26 de novembro. Se aprovadas, as novas tarifas valem para o ano de 2019.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.