Aneel quer explicação sobre apagão no Rio

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) está investigando o apagão ocorrido no último fim de semana no Rio de Janeiro, Niterói e Saquarema. O diretor-geral da agência reguladora, José Mário Abdo, disse ontem que a Light e a Cerj, distribuidoras de energia do Estado do Rio, vão ter que explicar os motivos da demora para normalizar o abastecimento de luz elétrica. Os consumidores informaram que houve bairros da Região Oceânica de Niterói que ficaram sem energia elétrica por quase 14 horas.Porém, Abdo explicou que o problema ocorrido no Estado do Rio não tem qualquer relação com a crise energética pela qual o País atravessa. Segundo ele, as interrupções foram causadas pelas chuvas intensas durante o fim de semana na Região Sudeste. Houve caso de árvores caídas sobre as rede elétricas das concessionárias. As árvores arrebentaram os cabos de energia elétrica, o que provocou falta de luz. "Os problemas são de natureza climática", afirmou Abdo. "Mesmo assim, a área de fiscalização da Aneel está exigindo explicações para o que ocorreu no Estado do Rio."Apagão Os moradores de alguns bairros do Rio de Janeiro, Niterói e Saquarema ficaram às escuras no último domingo. Ontem pela manhã, a Superintendência de Fiscalização da agência reguladora já havia entrado em contato com as duas distribuidoras para pedir relatórios sobre os problemas de desabastecimento. Numa análise preliminar, segundo Abdo, chegaram à Aneel informações de que as concessionárias não tiveram responsabilidade direta nos apagões."Não houve fragilidade que colocasse em risco o desabastecimento", disse o diretor-geral da Aneel. "Os nossos fiscais irão apurar os motivos para a demora do religamento da região atingida com o apagão."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.