Aneel: Rio Tapajós tem potencial para 7 hidrelétricas

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou os estudos de inventário que mediram o potencial da futura exploração hidrelétrica do Rio Tapajós, no Estado do Pará. A aprovação consta de despacho publicado na edição de hoje do "Diário Oficial da União". A Bacia do Tapajós, incluindo o afluente Jamanxim, tem potencial, de acordo com os estudos, para a construção de sete usinas hidrelétricas que, somadas, poderão gerar 14.245 megawatts (MW). A maior delas, com capacidade para 6.133 MW, deverá se chamar São Luiz dos Tapajós.

LEONARDO GOY, Agencia Estado

25 de maio de 2009 | 17h58

Segundo a Aneel, o inventário, produzido pela Eletronorte em parceria com a Camargo Corrêa, pesquisou a região que vai da confluência dos Rios Juruena e Teles Pires, no Pará, até a foz do Tapajós, no Amazonas. Com a aprovação desses inventários pela Aneel, o próximo passo será a realização de estudos de viabilidade dos projetos.

Tudo o que sabemos sobre:
hidrelétricasTapajós

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.