Anefac aponta estabilidade no juro ao consumidor em setembro

As taxas médias de juros de operações de crédito apresentaram comportamento estável em setembro, na comparação com agosto, segundo pesquisa divulgada nesta terça-feira pela Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac). No período, a média de todas as taxas para pessoa física atingiu 7,61% ao mês, ou 141,12% ao ano, mesmo resultado do mês anterior. A taxa para pessoas jurídicas também repetiu o desempenho de agosto e ficou em 4,43% ao mês (68,23% ao ano).No mês passado, entre as operações de crédito para pessoa física, três linhas tiveram suas taxas de juros reduzidas e atingiram o menor nível desde março deste ano: Crédito direto ao Consumidor (para 3,53% ao mês e 51,63% ao ano); Empréstimo Pessoal Bancos (5,71% ao mês 94,71% ao ano); e Empréstimo Pessoal Financeiras (11,74% ao mês e 278,88% ao ano).Já as linhas de crédito para cheques especial foram as únicas que apresentaram aumento ante agosto, de 0,61%, nas taxas mensal e anual, para 8,24% e 158,61%, respectivamente, o que representou o maior nível desde julho de 2004.Juro para empresasQuanto às operações para as empresas, duas linhas tiveram, na comparação com agosto, suas taxas de juros reduzidas: as de desconto de duplicatas, que recuaram para 3,81% ao mês e 56,63% ao ano; e as de conta garantida, que caíram para 5,63% ao mês e 92,95% ao ano.Veja aqui a pesquisa completa da Anefac.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.