Anefac apura alta nos juros do crédito em janeiro

As taxas de juros usadas nas operações de crédito no Brasil subiram em janeiro tanto para pessoa física como para pessoa jurídica, indicou pesquisa divulgada nesta segunda-feira, 10, pela Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac). Segundo o diretor executivo de estudos econômicos da Associação, Miguel José Ribeiro de Oliveira, o resultado reflete o aumento da taxa básica de juros da economia promovida pelo Banco Central no dia 15 de janeiro, quando a Selic passou para 10,50% ao ano.

GABRIELA LARA, Agencia Estado

10 de fevereiro de 2014 | 11h21

De acordo com o levantamento da Anefac, a taxa de juros média geral para pessoa física aumentou de 5,60% ao mês (92,29% ao ano) em dezembro de 2013 para 5,65% ao mês (93,39% ao ano) em janeiro. Já a taxa média aplicada para empresas avançou de 3,25% ao mês (46,78% ao ano) para 3,29% ao mês (47,47% ao ano), no mesmo período. Nos dois casos, a taxa registrada em janeiro é a maior desde setembro de 2012.

Das nove linhas de crédito de comércio e bancos pesquisadas pela Anefac - seis de pessoa física e três de pessoa jurídica -, oito tiveram alta na passagem de dezembro para janeiro, e apenas (cartão de crédito) uma se manteve estável. A taxa média do cheque especial, por exemplo, passou de 7,97% ao mês (150,98% ao ano) em dezembro para 8,03% ao mês (152,66% ao ano) em janeiro.

Em nota, Oliveira afirma que o cenário atual de pressão inflacionária deve levar o Banco Central a elevar novamente a Selic na próxima reunião do Comitê de Política Monetária, no fim de fevereiro, para tentar aproximar a inflação do centro da meta de 4,5%. "Por conta disso é provável que as taxas de juros das operações de crédito voltem a subir nos próximos meses", diz.

Tudo o que sabemos sobre:
jurosanefacjaneiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.