Anefac: juros ao consumidor voltam a subir

A pesquisa mensal de outubro da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac) indica tendência de alta nos juros ao consumidor, tanto nos últimos doze meses como em relação a setembro. Na média, as taxas estavam em 8,03% ao mês há um ano, subindo para 8,18% em setembro, e fechou outubro a 8,22%.Mas os resultados foram desiguais. Entre setembro e outubro, as altas foram no Crédito Direto ao Consumidor (CDC), de 4,28% para 4,45% ao mês; e no empréstimo Pessoal dos bancos, que passou de 5,36% para 5,49% mensais. Essas também foram as maiores variações acumuladas nos últimos doze meses, quando as taxas estavam em 4,06% e 5,18% ao mês, respectivamente. Ainda assim, essas são as taxas mais baratas do mercado.No outro extremo, as taxas mais caras, praticadas pelas financeiras no empréstimo pessoal, caíram no mês de 12,43% para 12,36% mensais, mas há doze meses estavam em 11,81%.As demais taxas pesquisadas mantiveram-se próximas da estabilidade, ainda que com queda nos últimos doze meses. Os juros do cartão de crédito ficaram praticamente inalterados, oscilando entre 10,46% e 10,47% mensais. No cheque especial, houve pequena queda no ano (9,92% ao mês), mas os valores de setembro e outubro são iguais (9,89% ao mês). O mesmo ocorre com as taxas do comércio, que estavam em 6,74% há um ano, e passaram a 6,63% em setembro e 6,63% em outubro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.