Anefac: juros no comércio estáveis

A pesquisa da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac) registrou taxas de juros mensais estáveis em setembro em relação ao mês de agosto. A média de juros no comércio permaneceu em 6,93% ao mês, o que significa taxa anual de 123,46%. Comparada com a inflação projetada pelo Banco Central de 6,7% para este ano, a taxa repassada aos consumidores continua elevada e abusiva. O consumidor deve ficar atento às informações dos anúncios referentes aos juros do crediário. Problemas como a falta de clareza, omissão da taxa de juro anual e informações incorretas continuam sendo praticados no comércio. Os maiores abusos ocorrem nos financiamentos mais curtos - uma entrada e mais dois ou três cheques pré-datados A Anefac lembra que o Código de Defesa do Consumidor determina que, quando o preço à vista é diferente do preço a prazo, a loja deve informar em destaque as taxas de juros mensal e anual. No levantamento realizado nas lojas junto aos consumidores, de 685 entrevistados, 96% entram em um financiamento sem saber qual a taxa de juros praticada. O valor da prestação é a única informação observada pelos consumidores. Os setores do comércio que continuam liderando os abusos no mês de setembro são as agências de turismo, lojas de artigos de informática, loja de artigos e aparelhos celulares e agências de veículos. A menor taxa no comércio é praticada no Estado de São Paulo - de 6,82% ao mês - e o Rio Grande do Sul apresenta a maior, com 7,07% ao mês.

Agencia Estado,

13 de outubro de 2000 | 16h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.