Anel antiestupro que injeta pimenta é lançado na Índia

Nova arma de defesa feminina foi lançada no polo tecnológico de Bangalore como parte da campanha contra a onda de estupros

EFE,

16 de setembro de 2013 | 11h23

BANGALORE - Empresas de tecnologia de Bangalore, na Índia, resolveram aplicar recursos tecnológicos para ajudar combater os estupros no país.

Um anel batizado de ‘Picada Feminina’(Women Sting) foi lançado para ser usado como arma de defesa das mulheres. O anel tem uma microagulha e um compartimento com uma substância chamada capsaicina, que vem a ser o componente ativo da pimenta.

Se a mulher se sentir atacada, ela pode se defender com o anel de pimenta. A agulha faz com que o veneno se espalhe pelo corpo do agressor, causando grande desconforto físico.

O lançamento do anel faz parte da campanha "Save my Sister" (salve minha irmã), criada para conter a onda de estupros na Índia.

Tudo o que sabemos sobre:
Índiaestupro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.