Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Setor automotivo faz acordo com bancos por juro mais baixo na compra de veículos

Fabricantes e distribuidores fecham acordo com Caixa e Banco PAN para oferecer condições diferenciadas na compra de automóveis; também será criada uma linha de crédito para empresas 

IGOR GADELHA, O Estado de S. Paulo

11 de junho de 2015 | 12h13

SÃO PAULO - Em mais uma ação para tentar aquecer as vendas de veículos, a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) e a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) assinaram, nesta quinta-feira, 11, acordo de cooperação com a Caixa Econômica Federal e com o Banco PAN para oferecimento de crédito com taxas de juros mais baixas do que a média do mercado para compra de veículos no período próximo ao 8º Salão Auto Caixa.

O acordo também prevê maior carência para início de pagamento dos financiamentos e criação da linha de crédito, a Credifrota, que oferecerá taxas de juros diferenciadas para renovação de frotas de empresas. 

Os dois bancos vão oferecer taxas de juros a partir de 1,09% ao mês, para veículos novos, e de 1,42% para usados, com a possibilidade de a primeira parcela ser paga em até 120 dias em ambos os casos. O Salão Auto Caixa acontece de 18 a 20 de junho, mas o vice-presidente de negócios emergentes da Caixa, Fábio Lenza, ressaltou que essas condições de financiamento já vão valer a partir de segunda-feira (15) até 3 de julho.

Durante esse período, a expectativa das entidades é de ter um volume de negócio em torno de R$ 1 bilhão, mesmo valor alcançado no evento do ano passado. "O foco do Salão são veículos novos", afirmou Lenza, lembrando que o evento é realizado duas vezes por ano.

O presidente da Anfavea, Luiz Moan, destacou que a meta de R$ 1 bilhão em negócios, se alcançada, equivalerá a cerca de 33 mil carros novos vendidos, 15% do volume de autoveículos vendido no mês de maio deste ano. O executivo avaliou que o acordo assinado nesta quinta-feira é um dos motivos que levam a entidade a prever uma melhora das vendas de veículos novos a partir de junho.

O presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção, por sua vez, avaliou que o acordo é "extremamente oportuno" no momento de dificuldades para o setor, com crédito mais caro e menos acessível, por conta de restrição creditícia, juros altos e inflação. 

Outros acordos. Essa é a segunda vez que entidades do setor automotivo firmam acordos com os bancos no último ano, na tentativa de aumentar os emplacamentos, que acumulam queda de 20,9% nos cinco primeiros meses deste ano.

Em outubro de 2014, a Fenabrave também firmou acordo com a Caixa e Banco Pan para oferecer juros mais baixos para compra de veículos em novembro e dezembro. Além disso, em abril, Anfavea e Fenabrave lançaram o "Festival do Consorciado Contemplado", em parceria com a Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (Abac), para incentivar consorciados já contemplados a utilizarem as cartas de crédito.

Tudo o que sabemos sobre:
Anfaveaacordobancoscrédito

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.