finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Angra 2 volta ao sistema após parar por falha técnica

A usina nuclear Angra 2, com potênciade 1.350 megawatts (MW), voltou a gerar energia para o SistemaElétrico Nacional (SIN) nesta segunda-feira, após ter sidodesligada no domingo por uma falha técnica. De acordo com o Operador Nacional do Sistema (ONS), até as19h a usina estará trabalhando com plena carga. Angra 2 teve que ser desligada no domingo por um problemana fonte de alimentação do sistema de controle da turbina, naparte convencional, não afetando a operação nuclear da unidade,segundo nota da companhia. A retirada de Angra 2 do sistema ocorreu em um momento emque o governo tenta preservar os níveis dos reservatórios dashidrelétricas, após um inverno mais seco que o normal e oatraso na chegada das chuvas de primavera. O abastecimento de gás em São Paulo e Rio de Janeiro estálimitado, para que a Petrobras envie o combustível para astermelétricas a pedido da Aneel (Agência Nacional de EnergiaElétrica). Com potência nominal de 1.350 megawatts, Angra 2, sozinha,poderia atender ao consumo de uma região metropolitana dotamanho de Curitiba, com dois milhões de habitantes. Angra 1, que gera 657 megawatts, também apresentouproblemas técnicos este ano após uma parada programada, e ficoufora do sistema por dois meses. Angra 2 parou por sete dias noinício do ano, para reabastecimento programado. (Por Marcelo Teixeira e Denise Luna)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.